Por Caroline Leal

Você está insatisfeito com a sua barriga ou tem sentido dificuldade de reduzir a gordura abdominal? Fique atento a estas dicas que a nutricionista Caroline Leal, colunista do Guia Valqueire, trouxe em cinco passos.

Primeiro passo: O exercício e a alimentação equilibrada devem caminhar juntos

A gordura localizada na região abdominal é uma queixa comum de muitas pessoas, mesmo daquelas que já têm uma rotina regular de exercícios físicos. A dificuldade de perder a barriga, muitas vezes pode estar relacionada a erros alimentares, favorecendo o acúmulo de gordura localizada na região abdominal.

Perder gordura abdominal não é uma tarefa fácil. Algumas pessoas quando entram na academia perdem peso, mas não perdem a barriga. A dica é sempre associar o exercício físico a uma alimentação equilibrada, uma vez que só malhar pode não ser o suficiente se a alimentação não estiver adequada para o objetivo da pessoa.

Segundo passo: Evite alimentos acumuladores de gordura abdominal

Alimentos que favorecem o acúmulo de gordura abdominal são: Açúcar refinado, doces, sucos industrializados, refrigerante, pão, pizza, bolo e batata. Esses alimentos estimulam o acúmulo de gordura na região abdominal por liberarem uma maior quantidade de insulina. Além disso, é importante reduzir também a ingestão de bebidas alcóolicas e de gorduras saturadas, tais como a carne vermelha, embutidos, frituras e salgadinhos.

Terceiro passo: Escolher alimentos que evitam o depósito de gordura abdominal

Muitos já estão cansados de ouvir que frutas e hortaliças fazem bem a saúde. Esses alimentos são peças chaves para redução de gordura, pois possuem muitas fibras, que ajudam a melhorar a função intestinal, desintoxicar o fígado e a eliminar o excesso de gordura do corpo. Mas atenção, fruta e suco de fruta em excesso também pode causar acúmulo de gordura devido ao excesso de frutose. Uma dica importante é sempre consumir a fruta com outros alimentos (cereais integrais ou como sobremesa, após o almoço) e sempre adicionar pelo menos uma hortaliça no suco de fruta, como a couve ou a hortelã.

Os cereais integrais e alguns tubérculos como a batata doce e o inhame liberam insulina de forma mais lenta, evitando o acúmulo de gordura abdominal. Exemplos de cereais integrais que podem ser consumidos são: pães integrais, aveia, arroz integral e semente de chia.

Esses alimentos, por serem fontes de carboidratos complexos, fornecem energia fundamental para a execução dos exercícios e para a queima de gordura. Um exemplo de refeição pré exercício é uma fruta com aveia.

 

Quarto passo: As gorduras também são importantes

Parece controverso, mas existem alimentos que são fontes de gordura e estimulam a queima de gordura abdominal. Esses alimentos são ricos em gorduras do bem, especialmente em ômega 9: azeite extra virgem e abacate. Apesar de calóricos, esses alimentos podem estar presentes, de forma moderada, na alimentação de quem pretende eliminar a gordura localizada.

Quinto passo: Alimentos que estimulam a queima de gordura

Existem alimentos, que aceleram o metabolismo, fazendo com que se gaste mais energia e queime mais gorduras. A pimenta vermelha, o chá verde, o café, o chá de hibisco, a canela e o gengibre são alimentos que possuem ação termogênica. Se você realiza alguma atividade física, é interessante inserir algum desses alimentos na sua refeição anterior ao treino, pois eles intensificam a queima de gordura abdominal.

Como saber se a sua gordura abdominal oferece riscos?

Reduzir o excesso de gordura abdominal não deve ser uma preocupação apenas do ponto de vista estético, mas também um alerta a saúde, uma vez que o excesso de gordura abdominal está relacionado ao maior risco de desenvolver problemas no coração. Esse risco pode estar aumentado quando a medida do abdômen encontra-se acima de 80 cm em mulheres e acima de 94 cm em homens.

Para ter uma alimentação mais apropriada para sua realidade e seus objetivos, marque uma consulta com a Nutricionista Caroline Leal. Ela possui programas personalizados de acompanhamento nutricional, que buscam atingir resultados em semanas. Nas consultas ela ainda realiza exames de antropometria e bioimpedância, que avaliam a composição da gordura corporal e abdominal.

Consultório da Nutricionista Caroline fica na Rua das Dálias, 96, sala 205. Telefone para marcação ou maiores informações: (21) 97983-1001 (Whats app).

Saiba mais sobre a Dr.ª Caroline Leal.

2 Responses to Dicas para reduzir a gordura abdominal
  1. PARABÉNS DRA CAROLINE,
    ADOREI A MATÉRIA


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *